Exortação

Aos bons homens, inspirados por
Almeida Garret a Andrada e Silva
José do Patrocínio e Princesa Isabel

Aos homens de Ítaca
assistem, sem escrúpulos,
homens que enriquecem
em detrimento a cousa pública
sindicatos, lojas, órfãos da moral

Que misturam retidão a amantes
direito social a apadrinhamento de confrades

Doutores enfadonhos milionários
a margem da lei, da moralidade, da ética
dos interesses mesquinhos,
partidários, eleitorescos e sindicais.

De estágios com paternidade,
de comissionados, sem capacidade.
de diretores, sem dignidade.
supersalários a abastados...

A Gregório de Matos, concordo,
o que falta é vergonha!
Aos opositores, moral.
Aos paladinos das regras, capacidade.

As amantes que contenham os falastrões.
Abaixo-assinados manchados pela desonra
A massa-manobra, o fardo
gado, gadu, grosserias!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Pax

Necrochorume

Tarsila e Pagu

Último respiro

Oniquito

Buddhyahaṅkāra

Canção do Exílio a Dom Bertrand