Pax

A paz que reina sobre vós
É a paz que reina dentro de nós
Não há paz sem autoconhecimento

Paz que pleiteia é a paz que incendeia
Que as lágrimas alimentem sua percepção
Que as lágrimas não se tornem absolvição...

A paz que pleiteia e que anseia;
É a paz da quietude, não a de atitude
Não há paz sem autoconhecimento,
Não há paz sem algum sofrimento

O caminho, que descalço, percorreste,
É o que te levará para a paz interna
Monólogo que semeará a tua misericórdia

Misericórdia que acalmará seu daemon.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Necrochorume

Último respiro

Tarsila e Pagu

Canção do Exílio a Dom Bertrand

Oniquito