Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

Ode a Tupã

Imagem
É tão somente na natureza,
que o homem encontra-se  O silêncio ensurdecedor, no marasmo agitador, as invisíveis barreiras se dilaceram
As ilusões se corroem e o instinto de sobrevivência domina, nas mudas frases verdejantes, no zumbido impetrante
Ouvirás, então, o menino que grita dentro de si Longe das sirenes, da poluição, do consumo e da coerção
No cenário rupestre que se esvai, as ilusões ditadoras do dia-a-dia,
como dirá, a ninguém, Nhanderuvuçu.


Xe morubixaba

Imagem
Morubixaba ixé,

Mamõ suí-pe erîur?
A îur y' suí!
Eîori kunumî gué!
Peîori kunumî îu!
Peîori, kunumî gué!

Morubixaba ixé!




Pax

Imagem
A paz que reina sobre vós É a paz que reina dentro de nós Não há paz sem autoconhecimento
Paz que pleiteia é a paz que incendeia Que as lágrimas alimentem sua percepção Que as lágrimas não se tornem absolvição...
A paz que pleiteia e que anseia; É a paz da quietude, não a de atitude Não há paz sem autoconhecimento, Não há paz sem algum sofrimento
O caminho, que descalço, percorreste, É o que te levará para a paz interna Monólogo que semeará a tua misericórdia
Misericórdia que acalmará seu daemon.


Ósculo

Imagem
Ósculo do ócio, da ferida com pus, Enobrece a alma, rotineiramente seduz
No âmago, culpado! Pestilento reluz, Ignora-me honrado Sorridente sob a cruz
Embora ia-me, rumo a Gibraltar. Mal humor serrado, crucificado infeliz
O tempo que escoa, na linha vermelha, No estreito que ateia, a náusea perdiz
Incendeia, incendeia, meu peito-condor
Incendeia, incendeia, ó ócio-rancor!


Gipsófila

Imagem
A gipsófila consiste na heterogenia,
dos incomensuráveis Jaminauás!
Tantas ninfomanias omoplatas...

Sesquipedalofobia de tato tectônico,
Usufrutário da vigaronidade
Já que a xenofobia vive da zaragata...

(ARCHANGELO, A. Ápeiron, Ed. Buriti, 2019)


Oniquito

Imagem
Pegue o oniquito
receba a paguilha,
entorno do Tietê.

A paranzela revelará ao poucos
no horizonte, o remorso da piara

Remuito seral aguçado,
pelo paladar da siricaia

Mas donde está o talambor?
Camuflado pelo ultor venéfico?

O vítrice encontra-se na lama.


(ARCHANGELO, A. Ápeiron, Ed. Buriti, 2019)



Hirto

Imagem
A arte de fingir, palavras ou sons;
Simples truques.
Deixou-o hirto

Como se o genuflexório,
jenipapo núcio,
ignorasse o ósculo dos ourives.


Pela preterida quimera,
desta soturna pantera.


Composta pela tríade vexatória
concebida pelo xamã zibawe!


(ARCHANGELO, A. Ápeiron, Ed. Buriti, 2019)




Ybyrá-pararanga

Imagem
D'onde estás abâ-nheen? Corruptela-peró, herança abarebebê, ambyassy do conhecimento
anhé raú?
Por onde andas sua origem? como evitar, então, a inédita reprise destes cantos, se nem tua história, conhece?
nhemobabaca!


Prece óctupla

Imagem
Dharma que drama, que trama o caminho, certo! Em desertos natimortos, a compreensão correta!
No caminho óctuplo, a ignorância, sattvica
Na compreensão correta; A fala correta; No agir, o esforço
Embebedado pela consciência correta Umidificarei-me em tua virtude, concentração e discernimento
Ao bem estar de todos A vida modesta Ao trabalho moderado Uma vida casta
Comerei moderadamente Aceitarei a verdade, sem lástimas Não ofenderei-vos
Não serei egoísta Não enganarei, nem trapacearei Não proliferarei maus pensamentos. Possuirei a sabedoria além de boa memória e concentração
Só assim, ocuparei-me com o conhecimento Adorarei Deus, Meditarei e orarei Em pensamentos, palavras e