Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

Rompante em Estagira

A busca inútil pela felicidade é teu mau agouro, Fédon! Vazios dias em busca do nada...
Nicômaco e sua prematura morte, não soube o quanto desperdiçou seu tempo Soluçava, beira-rio, em vão, mas a contento
Devaneio amargo e insolúvel, De uma busca incansável e irritante Consumindo retóricas e refrigerantes, aprendendo com outros ignorantes
Nem nos doces vales de Estagira, suas lágrimas semeiam e frutificam, lamúrias que ali brotam
Desapercebido num rompante.



Mahalakshmi

Estive com Maha Lakshmi, toquei sua pele, em seus olhos a transparência, a complacência.
Seda preciosa e perfumada toque sutil e intenso, pelo fogo e confortável, pela sua permissão
Terás, algum dia vivido isto, Fédon? Terás de fato vivido? Ou vivestes apenas para saciar seus desejos primais?
Não existe outra maneira, Após o arco-íris,
salte da janela e encontre-a.


Valsa Mórbida

Cansaço-vazio Pálpebras irretocáveis, ondas de solidão
Notas-divãs, piam! No eterno vazio ilusório Verdades camufladas
Choram os famintos, dormem os cultos Ocultas formas de procrastinar
Sambam suas valsas, em cerimoniais-secretas Regozijam sob a miséria Falsas promessas.
Compartilham a nobreza da desigualdade-anciã Inefável valsa mórbida
esperanças-súbitas, Leviatã


Benzois-intelectuais

Bisfenol, lol! Pílulas anti-vida de aglomerados anéis de benzeno
Chegará o dia, que a cadeira acadêmica será investida, por doutos e perenes senhores
Chacais de ouro-tolo Seringueiros do furdunço população sem massa molar
Semblantes licorosos Desconfiança odiosa Chorando por notoriedade Envenenando tua alma.
Ligando carbonos e hidrogênios forjando benzois-intelectuais Ebulindo formas e prazeres Festas parcas e fazeres!


Pré-venda do livro Ápeiron pela editora Buriti

A Editora Buriti liberou em sua plataforma digital (http://editoraburiti.com.br/apeiron/) a pré-venda  do primeiro livro do poeta Antonio Archangelo, denominado Ápeiron.

O livro com 85 páginas reúne poemas de estilo livre denominados de semanticofonomórficos inovadores escritos entre 1998 e 2018.

Nem Anaximandro, um dos brilhantes discípulos de Tales de Mileto, imaginaria que seu arché seria a inspiração da obra.

O preço sugerido é de R$ 42,90.

Mergulhe nessa viagem sem destino certo para aterrizar!

Sobre o autor Antonio Archangelo (Ourinhos/SP, 1985) é escritor, poeta e compositor. No Ensino Médio liderou a criação do Movimento Revolucionário Literário do Século XXI, na Escola Estadual João Batista Leme, em Rio Claro, a 171 km da Capital Paulista com amigos de colegial.

Fundou junto com amigos as bandas autorais R.A.R.U.S, Nothanxs e Delunes. Seu primeiro livro (não publicado) foi escrito em 2002 sob o título "memórias de um Idiota Apaixonado", cujo original foi incendiado.

Vocês e Eles

Eles e vocês vocês e eles
Eu?
Assisto.
Mentira e boatos Fake news e pilantragem
Eu?
Durmo
Azul e vermelho Idiota úteis e inúteis sabichões
Eu?
Resguardo minha paciência...

Lágrimas de matriarca

Indivisível, visível, risível.
Divisível, invisível, teu pranto.
Contudo, cinismo-ouvires.
Enraizado na erma-terra, interior.
Chorando, rindo, levando.
Apeironando tua megalomaníaca dor.
Teu corpo-cetim, objeto cunhado.
Aroma rupestre indomável e celeste.
Do cerrado ao agreste,
recordo-me das tuas lagrimas, vovó.
Quem sabe, um dia, pudêssemos,
Por um milésimo, nos vermos, sem dor!
Invisível ou visível, contentaria-me,
Sentir tua pele manchada por dor.