Bruta alma, bruta dor!

A alma pena se apequena!

Bruta dor, bruta flor!

A alma pesa se envenena

Nabucodonosor d'onde foi com teu amor?


Embora-me vou, embora-lo-ia

Embobado abestalhado!

Livre-alma cetim e publicidade de refrigerante;

Tempo voa bruta alma, bruta dor!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Pax

Necrochorume

Tarsila e Pagu

Último respiro

Oniquito

Buddhyahaṅkāra

Canção do Exílio a Dom Bertrand