Corpus Hermeticum

Não há nada!
Sabedoria do Corpus Hermeticum,
Minutos…

Há espera da reprise dos mesmos cantos!
Os ruídos que não cessam,
tempo que não apedreja.

Na esperança de encontrar o Sigilo.
De levitar, unir peregrinos.
Minutos…

Há espera da reprise dos encantos.
Da queda, do levante!
Que o Verbo, presente está, nestes cantos.

Fragmentos próximos ou distantes!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Pax

Necrochorume

Tarsila e Pagu

Último respiro

Oniquito

Buddhyahaṅkāra

Canção do Exílio a Dom Bertrand