Na fresta do impossível

Você quer e sabe!
Você acha que não deve, não sabe?
Escorre pelas mãos o tempo da vida.

Não sabes.
O compromisso foi mantido só por você?
Borboletas no teu estômago?
Você escolhe o certo?

Para aquele momento,
e todos os outros?
É um jogo de sorte ou azar.

Loiros cabelos,
Deixai o imprevisto determinar a rotina.
Loiros cabelos sinta o afago...
Loiros cabelos deixe-me entrar?

Fecharei a porta quando sair!

(ARCHANGELO, A. Ápeiron, Ed. Buriti, 2019)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Pax

Necrochorume

Último respiro

Tarsila e Pagu

Canção do Exílio a Dom Bertrand

Oniquito