Auto-reflexo

Eu vi tudo o que podia!
Até vomitar o que não podia...
Podia-me esperar?
Só o tempo, anacrônico!

Em seu rosto existem lembranças,
marcas de todos os passos,
em meio as imundas ruas,
na imensidão da eternidade!

(ARCHANGELO, A. Ápeiron, Ed. Buriti, 2019)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Necrochorume

Último respiro

Canção do Exílio a Dom Bertrand

Pax

Ósculo

Retambana de pesares

Hirto

Prasãda