Primavera de 1993

O tempo é como uma folha que se
despreende do alto daquela árvore
tudo cai; o tempo passa
a escolha é sua
só Tua

No entardecer segure minha mão
Te levo lá fora
O vento entra pela janela
O tempo passa
A escolha é sua
só Tua

Leve-me embora
Sinta a vida escorrer
Entre nossos sorrisos

O que passou já não importa
O outono chega, mas antes
Volte aquela primavera de 1993

Sinta, a vida escorrer
entre nossos sorrisos
Segure minha mão
Eu te levo lá fora

O tempo passa
A escolha é sua
só Tua

O retrato caído no chão
Lembranças enterradas em algum ponto do chão
Na escuridão já não pode contar
Com minha mão para guiá-la

Eu tentei alerta-lá
Mas há duas semanas
Olhei para o futuro
Voltei aquela primavera de 1993

Sinta,a vida escorrer
Entre nossos sorrisos
Ssegure minha mão
Eu te levo lá fora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirto

Ósculo

Pax

Necrochorume

Tarsila e Pagu

Último respiro

Oniquito

Buddhyahaṅkāra

Canção do Exílio a Dom Bertrand